Ferro e fogo bom

É só acender a lenha e todo mundo se achega ao redor. Este fogareiro pode ser alimentado até com gravetos recolhidos do jardim, e é um convite à boa convivência

Texto: Beth Volpi

Ferro e fogo bom | <i>Crédito: Divulgação
Ferro e fogo bom | Crédito: Divulgação
Tipo de fogão portátil feito de ferro pesando 11 kg – um sonho pra quem deseja curtir delícias ao pé do fogo, mesmo estando em ambiente urbano e contando apenas com um pedacinho de varanda ou quintal. Foi essa a motivação do argentino Nano Aliaga, que no ano passado saiu das serras de sua Córdoba natal para morar com a namorada
brasileira em um prédio de São Paulo. “Nem precisa dizer: demorou nada para bater uma grande saudade das reuniões com meus amigos em torno da fogueira”, diz Nano.

Inventivo, ele recuperou a lembrança dos acampamentos da infância quando a meninada cozinhava em enormes troneras, um tipo de fogão à lenha, que agora surge redesenhado e adaptado para espaços reduzidos.

Foram necessários muitos testes e pesquisas para definir dimensões, regulagem da chama e acessórios, que também remetem à tradição de los hermanos – caso da panela fabricada, bem ao estilo industrial chique, a partir de discos de arados. “Por lá, a comida feita no disco se destaca entre as iguarias do interior”, lembra o jovem designer.

Em resumo: Nano vem conseguindo recuperar o sabor da convivência com o fogo e ainda inaugurou um novo trabalho. Na esteira da primeira invenção apareceram outras peças de ferro, como a Estante G, além de abrir espaço para personalizar projetos de ferro e madeira.

O Fogareiro, medindo 12 cm de largura x 41 cm de altura x 30 cm de profundidade, custa 550 reais.

FO OBJETOS ÚTEIS

facebook.com/FOobjetos | Cel. (11) 96368-1477

17/10/2017 - 09:06

Conecte-se

Revista Bons Fluidos