Cheiro de Provence

Em Cunha, no Vale do Paraíba, uma singela plantação de lavanda se transformou rapidamente em um um dos pontos turísticos mais concorridos da região

Texto: Mônica Manir | Fotos: Vera Briones

Cheiro de Provence | <i>Crédito: Vera Briones
Cheiro de Provence | Crédito: Vera Briones
A paisagem lilás começou tímida, no canteiro de uma casinha de campo alugada por duas amigas. Em 2008, a publicitária Fernanda Freire e a paisagista Fátima Terra arriscaram plantar dez pés de lavanda para ver como reagiam ao solo e ao clima de Cunha. Não demorou para perceberem que a inflorescência tinha gostado.

Animadas, empreenderam uma viagem à Provence francesa, para conhecer produtores, destilarias e fábricas de cosméticos à base da planta. Na volta, por motivos pessoais, Fátima desistiu do projeto e apenas Fernanda tocou o sonho. Comprou 10 hectares à beira da Estrada Cunha-Paraty, onde fez crescer o Lavandário. “Plantamos também a malva-cheirosa, o manjericão e a verbena, de onde extraímos os óleos essenciais para completar a linha de produtos”, diz Fernanda.

Dessa linha constam o óleo essencial de lavanda, o carro-chefe, chás, azeites, cosméticos e sachês para ambiente, à venda pela internet e/ou na loja, que fica no alto
do terreno. Na varanda, Fernanda ainda arranjou mesas e bancos de madeira, para os visitantes apreciarem a vista e degustarem quitutes que levam a planta como ingrediente. A melhor pedida é o sorvete arroxeado. Servido em duas bolas sobre cestinha crocante, refresca a alma.

LAVANDÁRIO
(12) 3111-6034 | lavandário.com.br

03/07/2017 - 09:00

Conecte-se

Revista Bons Fluidos