Carinho que aflora

Esse dá vontade de espalhar pela casa, distribuir entre os amigos...

Reportagem: Julio Giraldes / Fotos: Paulo Santos / Produção: Silvia Goichman

Carinho que aflora | <i>Crédito: Paulo Santos
Carinho que aflora | Crédito: Paulo Santos
Escolha uma letra – a inicial do seu nome, de alguém que você admira, ou quem sabe uma que simbolize algo bom. A ideia é preenchê-la completamente mesclando flores maiores com outras menores, folhas e, se quiser, um recorte de borboleta ou passarinho. Última dica de capricho: use uma moldura dourada para compor o visual.


1: Você pode desenhar a letra à mão livre ou usar um molde. Vale ainda pesquisar a letra no computador, imprimir no tamanho desejado em papel sulfite, recortar e colar no papelão para servir de guia. Dê preferência para letras mais grossas e menos detalhadas.

2: Com uma tesoura, recorte o papelão buscando manter o mais fiel possível a forma da letra escolhida. Se errar, faça outro desenho até chegar ao formato mais bonito que conseguir. Quanto mais uniforme for o traço, mais fácil será a colocação das flores.

3: Use cola quente para prender as flores no papelão. Algumas podem ter protuberâncias na parte de trás, então corte o mais rente possível para aderirem mais facilmente
à superfície em questão. Por fim, deixe a cola secar. Fixe na parede com fita dupla face.

MATERIAL

• Papelão
• Tesoura ou estilete
• Folhas e flores artificiais
• Cola quente
• Fita adesiva dupla face
• Moldura
Esse dá vontade de espalhar pela casa, distribuir entre os amigos...

23/06/2017 - 09:00

Conecte-se

Revista Bons Fluidos