Câncer: um dia de cada vez

A jornalista Daniella Zupo derruba os tabus que cercam a doença em websérie biográfica cheia de esperança

Texto: Raphaela de Campos Mello

Câncer: um dia de cada vez | <i>Crédito: Divulgação AHO
Câncer: um dia de cada vez | Crédito: Divulgação AHO
Outubro chega novamente em tons de rosa, lembrando que o câncer de mama atinge todos os anos 60 mil brasileiras, segundo o Inca, órgão do Ministério de Saúde dedicado ao controle e prevenção da enfermidade. Quanto mais se puder falar do assunto, com delicadeza e legitimidade, melhor. Há dez meses, a jornalista mineira Daniella Zupo recebeu esse diagnóstico. Em meio ao tratamento que envolveu quimioterapia, cirurgia de ressecção da mama e radioterapia, ela decidiu compartilhar sua experiência e elucidar um tema ainda cercado de desinformação e preconceito. O registro pessoal deu origem à websérie AHO – Amanhã Hoje É Ontem: Diário de um Câncer, veiculada gratuitamente no YouTube. A seguir, a diretora conta como aprendeu a redimensionar a vida após essa reviravolta:


Em suas pesquisas, o que mais a impressionou? 

Há muito esclarecimento sobre os efeitos colaterais do tratamento, mas eles não podem passar a definir o paciente. Em minhas buscas, senti falta de um registro mais sensível, que compartilhasse o impacto dessa experiência limite que é se ver confrontado com a morte e todas as reflexões que isso provoca. O compartilhamento dos efeitos colaterais, das perdas físicas e emocionais, pode ser positivo para umas pessoas, porém, se a leitura se restringe a isso, contribui-se para o pânico e a desinformação que cercam a doença, ainda vista como tabu.   

O que a ajuda a encarar o medo? 

Fé em Deus, apoio emocional da família e de amigos e confiança na equipe médica. Sobretudo, a confiança da minha fi lha de 10 anos na minha cura. Estou seguindo um tratamento integralista, que inclui terapia, acupuntura e meditação diária. Tenho reagido bem e estou confiante em bons resultados.   

Como sua vida se rearranjou a partir da notícia? 

Sempre fui uma workaholic e aprendi a ir me reprogramando lentamente. Voltei a cuidar mais do jardim, do cachorro, fazer leves caminhadas diariamente. Também voltei à leitura e a escutar discos antigos. São pequenas coisas poderosas para a alma. O câncer me ensinou a olhar para mim e para o outro com a mesma compaixão.

SERVIÇO 
Websérie AHO – Diário de um Câncer: veiculada às quintas, às 17h, até o final de outubro. As inscrições podem ser feitas no canal da série no YouTube:  youtube.com/daniellazupo | Mais informações: daniellazupo.com


25/11/2016 - 10:20

Conecte-se

Revista Bons Fluidos