Mulher transforma água suja em potável em Gana

Bechibila Mpuanmor não tem pernas e vai de casa em casa alertando dos perigos da água poluída e ensinando o processo de filtragem; veja fotos

Letícia Gerola

Bechibila não consegue andar e, mesmo assim, estava decidida a fazer algo sobre o assunto | <i>Crédito: Reprodução
Bechibila não consegue andar e, mesmo assim, estava decidida a fazer algo sobre o assunto | Crédito: Reprodução

A ganense Bechibila Mpuanmor tinha o coletivo nos planos da sua vida. Desde pequena, um dos seus objetivos de vida era conseguir contribuir com a rotina da sua comunidade através de algo que fizesse a diferença na vida das pessoas que viviam em seu entorno. A única fonte de água de sua comunidade, no nordeste de Gana, na África, é um rio de águas turvas e sujas. Bechibila não consegue andar e, mesmo assim, estava decidida a fazer algo sobre o assunto.
            A ganense ia de casa em casa na comunidade ensinando as pessoas a se livrar das doenças e outros males que vêm do consumo da água suja. A conversa com os moradores incluía também um passo a passo de como limpar a água dos rios. Ela se deslocava através de uma bicicleta adaptada que pedala utilizando as mãos. “Eu irei tão longe quanto minha bicicleta puder me levar”, ela diz. Desde 2004, mais de 11 bilhões de litros de água limpa foram produzidas, a partir de iniciativas entre a empresa e mulheres como Bechibila. 

03/04/2017 - 17:57

Conecte-se

Revista Bons Fluidos