Santo Agostinho, de artista de circo a santo canonizado

Vivendo uma vida desregrada, Aurélio Agostinho foi convertido ao cristianismo aos 33 anos e dedicou sua vida ao combate da heresia e do paganismo

Bons Fluidos Digital

De volta à África, dispôs dos bens que herdara para fundar um mosteiro, onde criou a ordem agostiniana | <i>Crédito: Reprodução
De volta à África, dispôs dos bens que herdara para fundar um mosteiro, onde criou a ordem agostiniana | Crédito: Reprodução

Aurélio Agostinho, ou Agostinho de Hipona, foi o mais expressivo teólogo e filósofo do cristianismo do primeiro milênio. Fundador da Ordem dos Agostinianos, deixou uma extensa obra, que influenciou todo o pensamento cristão ocidental até o século 13. Filho de santa Mônica, nasceu em uma família de grandes posses em 354, em Tagaste, na Numídia, norte da África, hoje território argelino. Jovem, dedicava-se ao circo e ao teatro e teve uma vida desregrada. Aos 17 anos, foi morar com uma jovem, que lhe deu o filho, Adeodato. Dono de inteligência privilegiada, lecionou retórica em Roma e Milão. Foi quando conheceu o bispo santo Ambrósio, que desempenharia papel fundamental em sua vida. Convertido ao cristianismo aos 33 anos, Agostinho foi batizado pelo santo.
                De volta à África, dispôs dos bens que herdara para fundar um mosteiro, onde criou a ordem agostiniana. Nomeado bispo de Hipona (pequeno porto do mar Mediterrâneo, atual Bône, na Argélia), Agostinho dedicou sua vida ao combate da heresia e do paganismo. No final da vida, santo Agostinho se concentrou nos estudos teológicos. Escreveu cerca de 100 livros, entre eles Da Imortalidade da Alma, Do Livre-Arbítrio e o autobiográfico Confissões. Morreu no dia 28 de agosto de 430, quando Hipona foi atacada por invasores bárbaros, os vândalos. O bispo, velho e doente, teve um papel fundamental na resistência da cidade. Canonizado e reconhecido como doutor da Igreja (título concedido postumamente a escritores eclesiásticos que se destacaram pela santidade e qualidade de sua ciência), é festejado no dia 28 de agosto.

PARA SABER MAIS

LIVROS

 A Doutrina Cristã, de Santo Agostinho

Confissões, de Santo Agostinho

A Cidade de Deus, de Santo Agostinho

21/05/2017 - 17:24

Conecte-se

Revista Bons Fluidos