Um mais um

A plataforma social Atados faz a ponte entre quem deseja se voluntariar e instituições que precisam de ajuda. Mais de 38 mil participantes já se engajaram em 380 organizações

Texto: Raphaela de Campos Mello

Bruno Tataren | <i>Crédito: Divulgação
Bruno Tataren | Crédito: Divulgação
1- O que mais dificulta o possível vínculo entre candidato a voluntário e terceiro setor?

O fator preponderante é a falta de clareza de como se pode ajudar. O Atados é um canal centralizador que divulga as ONGs e os coletivos carentes de auxílio, bem como as vagas específicas disponíveis e as periodicidades e competências requisitadas por cada ação. Muitas vezes, a própria dificuldade da instituição em atender as pessoas que ligavam para se oferecer como voluntárias acabava desperdiçando possíveis parcerias.

2- Como é a rede de possibilidades que o Atados estabeleceu?

Há desde trabalhos pontuais, num único dia, a atuações regulares como alfabetização em abrigos e aulas de música em ONGs, ou contribuições à distância como criação do site de uma entidade ou gerenciamento de suas mídias sociais. Também oferecemos um programa de voluntariado corporativo. Identificamos tanto as causas que sensibilizam os funcionários de determinada empresa quanto as ONGs existentes nas redondezas. Depois unimos as duas pontas.

3- Quem deseja colaborar deve ter que predisposição fundamental?

Vontade e comprometimento são indispensáveis. A prática tem mostrado que trabalhos pontuais acabam despertando as pessoas para inúmeras causas sociais, pois naquele único dia elas entram em contato com uma realidade diferente. Essa aproximação as toca e as impele a agir junto com os demais envolvidos com aquela bandeira. Desde 2012 já conectamos 38 mil pessoas a instituições de São Paulo, Curitiba e Brasília. Em breve, estaremos no Rio de Janeiro também.

BRUNO TATAREN, paranaense, 25 anos, e mais três amigos da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP criaram uma rede (atados.com.br) que permite a interessados em trabalho voluntário encontrar vagas na medida certa da disponibilidade de tempo e das habilidades de cada um.

08/01/2016 - 10:00

Conecte-se

Revista Bons Fluidos