Luzes na cidade

Maior comunidade de hospedagem alternativa do mundo, o Airbnb realizou este ano a Semana Mundial do Bem. No Brasil, 400 famílias foram beneficiadas pela instalação de postes de iluminação

Texto: Kátia Stringueto

Leonardo Tristão | <i>Crédito: Divulgação/ Airbnb
Leonardo Tristão | Crédito: Divulgação/ Airbnb
1) O que é a Semana do Bem?

Neste ano, tivemos a primeira edição mundial da Week for Good, que, em português, significa Semana do Bem. Durante uma semana, funcionários dos 19 escritórios do Airbnb ao redor do mundo, junto com anfitriões e membros das comunidades locais, realizaram ações sociais voluntárias. Mais de 1600 voluntários se engajaram na causa
e prestaram mais de 6100 horas de serviços à comunidade. No total, foram 100 projetos apoiados globalmente, em 20 cidades.

2) Pode descrever como foi a experiência no Brasil?

Uma equipe de 12 funcionários do Airbnb de São Paulo e 15 voluntários da ONG Litro de Luz iluminou a Vila Moraes, em São Bernardo do Campo, onde vivem cerca de 400 famílias. A ação consistiu na instalação de dez postes de luz, feitos com material econômico e sustentável. Nos unimos para fixar as estruturas dos postes (em pontos estratégicos identificados pela comunidade), montar os circuitos e conectar as placas solares, baterias e lâmpadas de LED.

3) Essa forma de voluntariado pode se estender para além de uma semana por ano?

O departamento de voluntariado do Airbnb existe há dois anos (os funcionários têm quatro horas mensais para se dedicar a alguma causa social). Pretendemos expandir esse projeto nos próximos anos. Saímos da Vila Moraes encantados com as pessoas e suas histórias de vida. Foram 12 horas de trabalho, ficamos exaustos fisicamente,
mas, espiritualmente, plenos. Pudemos realmente contribuir para fazer uma comunidade melhor.

LEONARDO TRISTÃO é diretor-geral do Airbnb no Brasil e liderou a ação social que o site promoveu por aqui em maio. Aliou-se ao trabalho da ONG Litro de Luz, que oferece serviços básicos de iluminação a comunidades que não possuem acesso à energia elétrica, e ajudou a melhorar a rotina e o sentimento de pertencimento entre os moradores de uma vila na região metropolitana de São Paulo.

18/08/2016 - 11:30

Conecte-se

Revista Bons Fluidos