Yoga para Gestantes: tudo sobre a prática durante a gravidez

Atividade estimula o bem estar físico e emocional da mãe e do bebê

Bons Fluidos Digital

Respiração mais harmoniosa, facilidade para adotar posições mais confortáveis... | <i>Crédito: iStock
Respiração mais harmoniosa, facilidade para adotar posições mais confortáveis... | Crédito: iStock

Os benefícios de uma vida saudável e ativa durante a gestação estão hoje mais que comprovados. Por ser uma modalidade que integra atividades físicas focadas junto com práticas de relaxamento, proporcionando o bem-estar do corpo e da mente, o Yoga é uma das opções mais indicadas para as grávidas.  Os movimentos ampliam a consciência corporal e ajudam na boa postura durante toda a gestação, tonificando e alongando os músculos, mobilizando as articulações, melhorando a flexibilidade e prevenindo desconfortos e lesões.  E tem novidade: agora as gestantes podem fazer as aulas sem saírem de casa.
  O Namu Cursos convidou a instrutora de Yoga Anne Sobotta e, juntos desenvolveram o curso online “Yoga para gestantes – bem-estar físico e emocional durante a gestação” que visa ajudar a gestante na adaptação às transformações físicas e emocionais da gravidez. “O intuito é promover conforto através de uma prática prazerosa, relaxamento físico e mental, prevenção e redução dos desconfortos comuns da gravidez, por meio de exercícios dinâmicos e movimentos fluídos”, explica Anne, que é especialista em atendimento às gestantes, mães e bebês.
  A gravidez é um momento único na vida da mulher, que pode trazer as mais lindas emoções. Porém, a ansiedade também faz parte deste momento e o Yoga oferece recursos para lidar com o estresse comum neste período. Além de prevenir e aliviar dores nas costas, respiração ofegante, inchaços e insônia os aprendizados auxiliam também durante trabalho de parto: como a respiração mais harmoniosa, facilidade para adotar posições mais confortáveis, melhor capacidade em se concentrar e relaxar. A atenção dada à boa postura da mãe permite também que o bebê possa encontrar a posição mais adequada no ventre materno para um parto e nascimento suave.
  Segundo Anne, mesmo com as alterações de equilíbrio ou de peso, com o aval do seu médico é possível praticar a atividade sem dificuldades, seguindo sempre as adaptações sugeridas e ficando atentas as orientações durante as aulas em vídeo. A professora aconselha que a gestante faça a atividade, no mínimo, duas vezes por semana e pode ser iniciada já no primeiro trimestre da gestação, seguindo sempre a sequência de aulas e ficando atentas as contraindicações. “É muito importante que a gestante faça o atendimento pré-natal antes de iniciar qualquer prática física”, diz Anne. Os exercícios podem ser realizados até o final da gravidez, porém é importante que a gestante sinta-se bem nas posições, use roupas confortáveis e, é claro, sempre vá conversando com o médico.
  O curso foi dividido em nove aulas que acompanham a evolução da gestação, definindo os princípios importantes para prática nas primeiras aulas, e terminando com aula de preparação para o parto. Assim o curso foi separado em três ciclos: introdução à yoga e práticas para qualquer momento da gestação; aulas para o 2° trimestre da gestação com enfoque em prevenir os desconfortos da gestação e por fim, aulas para o 3° trimestre da gestação e preparação para o parto.

 

 

 

 

20/02/2017 - 17:39

Conecte-se

Revista Bons Fluidos