Sono à indiana

Afastar a insônia passa pela sutileza de perceber cada um de nossos cinco sentidos; confira quatro curiosidades que vão te ajudar a descansar melhor

Bons Fluidos Digital

Nos dias frios acontece o aumentos específico do sono de ondas lentas – o sono que descansa | <i>Crédito: iStock
Nos dias frios acontece o aumentos específico do sono de ondas lentas – o sono que descansa | Crédito: iStock

O que prejudica o sono
Ronco, bruxismo (ranger os dentes), síndrome de pernas inquietas (movimentos constantes) e câimbras. São dados do Instituto do Sono, da Universidade Federal de São Paulo.

Sonhar é tudo
Pesadelos provocam sobressaltos, mas o sonhos bons têm o efeito inverso. “É uma manifestação do sono REM, em que ocorre o relaxamento muscular profundo”, diz a médica Lia Bittencourt.

Dormir no frio é bom
Uma pesquisa feita pelo departamento de psicologia da Unifesp mostrou que nos dias frios acontece o aumentos específico do sono de ondas lentas – o sono que descansa

De olho no colchão
Isso se resume em ter ou não dores nas costas e, consequentemente, uma noite de sono melhor e não pior. Os de espuma seguem alguns padrões de qualidade, que ditam o tipo exato de problema na coluna. Duram no máximo cinco anos – passou disso, melhor trocar. Os de mola ainda não tem um padrão específico, resistem dez anos, em média. 

08/05/2017 - 18:21

Conecte-se

Revista Bons Fluidos