Soft power

A marca germano-brasileira Baims renova a discussão sobre beleza consciente ao abrir o leque de opções de maquiagem orgânica e vegana

Texto: Nina Campos

Soft power | <i>Crédito: Divulgação
Soft power | Crédito: Divulgação
Algumas pessoas não usam maquiagem porque os produtos contêm muita química, outras estão em fase de transição, buscando alternativas naturais por uma questão de princípio. Seja qual for o caso, as opções para esses consumidores estão proliferando. Agora é a vez da Baims mostrar a que veio. Com sede em São Paulo, mas conceito e produção desenvolvidos na Alemanha, onde a idealizadora da marca, Luisa Baims Albrecht, vive há dez anos, a nova linha de maquiagem apresenta uma proposta atraente. Os cosméticos, à base de ativos naturais comprovadamente eficazes, são todos avalizados pelas certificadoras mais reconhecidas no mundo (Ecocert, Vegan, FSC e Cruelty Free). “A Ecocert rastreou todas as etapas de produção: desde a forma de agricultura das matérias-primas à fabricação, embalagem, estocagem, comercialização e comunicação com o público”, explica Luisa. 

Livres de sulfatos, parabenos e corantes sintéticos, os produtos (biodegradáveis) trazem outros benefícios. “Um rímel orgânico, por exemplo, resseca menos os cílios, pois tem manteigas vegetais e não contém silicone, que poderia causar a queda dos fios”, diz Luisa. O da sua marca custa R$ 76,50.

BAIMS 
Preços: R$ 75,50 (lip gloss) a R$ 129 (BB Cream) | baims.com.br



07/02/2017 - 11:15

Conecte-se

Revista Bons Fluidos